Panteão Nórdico

 


Loki é a figura mais misteriosa, complexa, controvertida e de difícil compreensão do panteão nórdico. Tem características ambíguas, atuando ora como um trapaceiro, capaz de trazer mudanças, evolução e crescimento de formas inusitadas, ora como um inimigo dos deuses, provocando a morte de Baldur e conduzindo as forças do caos no combate final do...

Conhecida como uma deusa protetora dos viajantes, cujos altares foram encontrados nas ilhas do mar do Norte, próximas aos Países Baixos, Nehelennia tambem representava qualidades da Mãe Terra. Em muitas gravações sobre pedras, ela aparece segurando pães e maçãs, tendo ao seu lado um barco ou um cão com pernas longas, orelhas grandes e um focinho...

Fenrir é um lobo monstruoso. Filho de Loki com a giganta Angrboda, é irmão de Jörmungandr e Hel. Foi acorrentado pelos deuses até o Ragnarok. Quando solto, Fenrir e causa grande devastação, antes de devorar o próprio Odin, sendo morto, posteriormente, pelo filho do grande deus, Vidar, que rasgará seus peitos até o maxilar.

Odin é um dos Deuses mais famosos e é o principal quando falamos das divindades nórdicas. Sua existência é contada através de lendas consideradas uma das mais interessantes e belas da humanidade. Ele é a mais pura expressão de luta e guerra, características que marcaram o surgimento dos povos dessa cultura e até mesmo a sonoridade do seu...

O mar, chamado pelos nórdicos de "caminho de Ran", era regido pelo casal de deuses, Aegir e Ran, pais das nove Donzelas das Ondas. Apesar de Ran ser citada nos poemas como fazendo parte das deusas Asynjur, há poucas referências sobre ela nos mitos. Ran era considerada a regente do mar e padroeira dos afogados, que ela recolhia com uma...

Além de Njord e Mimir, que representavam o mar próximo à terra e a força do oceano primordial, os povos nórdicos reverenciavam o regente das águas profundas dos mares, chamado Aegir, ou Hler, cujo poder tanto podia beneficiar, quanto prejudicar os seres humanos. Semelhante ao deus grego Posídon, ele controlava os ventos e as ondas e aparecia nos...

Pouco mencionada nos mitos, Thrud é conhecida através das Kennings (metáforas) como, por exemplo, "o pai de Thrud" designando Thor ou o "raptor de Thrud" para o gigante Hrugnir. O rapto de Thrud aparece apenas em um poema escrito antes da conversão e explica a razão do duelo entre Hrugnir e Thor. Mais detalhado é o mito sobre seu pretendente,...

Conta-se que Hjõrdis deu à luz um filho, e o menino foi criado pelo rei Hjalprek. O rei rejubilou-se ao ver seus olhos brilhantes; disse que ninguém seria jamais como ele, nem sequer de valor comparável. A criança foi aspergida com água e recebeu o nome de Sigurd. Todos diziam o mesmo sobre ele: em robustez e estatura não tinha...

Nas fontes escritas Freyr era descrito como o soberano da abundância e da prosperidade. De acordo com Adam von Bremen, a sua imagem no templo de Uppsala era fálica e ele era invocado nos casamentos para conferir paz e fertilidade. Na descrição de Saxo Grammaticus do festival Fròblod dedicado a Freyr, eram incluídos sacrifícios humanos e nos seus...