Panteão Japonês

 


Tamamo-no-Mae é uma das figuras lendárias na mitologia do Japão antigo. Uma mulher de beleza estonteante que serviu o Imperador Konoe no fim da era Heian (794-1185). Segundo Otogizoshi (uma coleção de prosas escritas no Período Muromachi), ela era tão inteligente e graciosa que o Imperador se apaixonou na primeira vez em que a viu. Embora...

Susanoo, também conhecido como Takehaya Susanoo-no-Mikoto, "Deus das Tempestades" é a divindade governante dos mares e dos ventos no Japão. A deidade é o irmão mais novo de Amaterasu, a "deusa do Sol" e de Tsukuyomi, o "deus da Lua", juntos, são considerados as "Três nobres crianças" (Mihashira-no-uzu-no-miko) que comandam o Céu na mitologia...

A "Grande Serpente (Dragão) de Oito Cabeças" Yamata no Orochi, é um impetuoso demônio de Ōkami. Uma poderosa e gigantesca serpente-dragão de oito cabeças, oito caudas e olhos vermelhos da mitologia japonesa, sendo cada cabeça controladora de uma habilidade específica. Segundo a lenda, seu corpo era longo o suficiente para cobrir oito picos e oito...

Shinigami (死神) é um termo que pode ser traduzido como 'Deus da Morte', e que, no Ocidente, costuma remeter à uma criatura esquelética, que, salvo algumas alterações, na maioria das vezes, costuma se apresentar trajando um manto negro com capuz e carrega uma foice, com a qual ceifa a vida dos humanos, encerrando sua existência na terra, e...

Segundo a Mitologia japonesa, após "A criação do Mundo e dos Deuses", Izanagi (aquele que é convidado) e Izanami (aquela que convida) desceram do céu e criaram o Japão e muitos dos seus deuses. Muitas histórias sobre Izanagi e Izanami são contadas em duas obras, o Kojiki (Registros dos Assuntos Antigos) e o Nihongi (Crônicas do Japão), fontes de...

Fujin e Raijin, Deus do Vento e Deus do Trovão, são alguns dos deuses mais populares do panteão xintoísta japonês descritos no Kojiki, livro mais antigo sobre a história do Japão. Fujin é geralmente descrito como muito forte, musculoso com um grande saco de pele, o qual é preenchido com numerosos ventos. Quando ele abre seu saco, uma rajada de...

Inari Ōkami é uma das principais e mais misteriosas divindades do Xintoísmo no Japão. Segundo a mitologia, representa prosperidade e sucesso na agricultura e nos negócios. Inari simboliza o Kami (deus) protetor do cultivo de arroz, garantindo abundante colheita, sendo considerado patrono dos agricultores e comerciantes.

Na mitologia japonesa, Konohana Sakuya Hime é uma divindade terrestre, filha de Ōyamatsumi-no-Mikoto (Deus Regente das Montanhas) e irmã de Iwanaga-hime (Princesa da Rocha Extensa). Seu nome significa "Princesa do Florescimento das Árvores", seu símbolo é a flor de cerejeira que representa a beleza e efemeridade da vida terrena. Também chamada de...

Tsukuyomi ou Tsukiyomi-no-mikoto é o Deus da Lua e regente da noite na mitologia nipônica. Segundo os antigos registros do Kojiki, Tsukuyomi é a segunda das "Três nobres crianças" (Mihashira-no-uzu-no-miko) que comandam o Céu. A nobre trindade é nascida do ritual de purificação do deus Izanagi, que junto a deusa Izanami criou as ilhas que formariam...

Amaterasu (Amaterasu-ōmikami) também conhecida como Ōhirume-no-muchi-no-kami, "Grande Deusa Augusta que ilumina o céu", é a Deusa do Sol e do universo reverenciada pela religião Shinto. É a divindade japonesa que vela sobre os homens e os enche de benefícios, responsável por iluminar o mundo e assegurar a fertilidade dos campos de arroz. Na...