Panteão Hindu

 


A Deusa Durga é o Princípio Feminino Primordial. O aparecimento da Deusa Durga é o aparecimento de Prakriti - a Natureza, Sua Forma é a Shakti (Energia Feminina Cósmica), a Mãe do Universo, a Potência Geradora. Durga significa 'A impenetrável' ou 'Difícil de ser abordada'. Ela é retratada como uma mulher atraente, montada em um gato enorme como...

Senhora do Devir, esta divindade muito abstrata é a imagem da roda do samsara, o ciclo eterno dos renascimentos.

No budismo, um asura (em sânscrito: असुर; em páli: असुरो) é um semideus, de certa forma equivalente a um titã, do Kāmadhātu (mundo ou universo do desejo), com três cabeças com três faces em cada uma delas e autro ou seis braços.

Agni, o deus do Fogo, é o Sol e o brilho que rasga as nuvens, mas é também o protetor dos homens, aos quais é útil tanto no plano da sobrevivência como no da comunicação com os outros deuses. Hóspede do lar que protege, presente em tudo o que arde, os homens devem-lhe o calor, a luz, os alimentos cozinhados...

Shiva, o benfeitor Destruidor Terceiro membro da Trindade hindu, com Vishnu e Brahma, Shiva é o deus que destrói para criar de novo. O seu símbolo é o linga, que representa a energia vital, pedra fálica erguida numa bacia quadrada, que representa o yoni, o sexo feminino. Num templo de Shiva, o linga, que é o umbigo do mundo,...

A Deusa Parvati é a Deusa indiana do amor e do casamento. Parvati é a segunda esposa de Shiva, o Deus indiano da destruição e da transformação (a primeira esposa foi Sati, uma encarnação anterior de Parvati). O casal possui dois filhos: Ganesha e Kartikeya, sendo Ganesha o Deus da Sabedoria e Kartikeya o Deus da Guerra.

Ramachandra, ou simplesmente Rama, é uma das encarnações, ou avatar do Senhor Supremo Vishnnu.. Rama veio à Terra muito tempo atrás. Enquanto mostrava o comportamento de um rei ideal e santo, sua vida teve grandes tribulações, atos de heroísmo e romance.

Ganesha pertence à família de deuses mais populares do Hinduísmo. Ele é o filho mais velho de Parvati e Shiva. Ganesha tem uma enorme cabeça de elefante, imensa para um corpo de menino indicando sua capacidade intelectual e a firme dedicação ao estudo das escrituras.

Kali personifica os três aspectos do ato cósmico, que se revelam na criação, na preservação e na aniquilação. Ela é a divindade mais misteriosa de todas as ordens religiosas indianas - no Budismo, no Jainismo, entre os seguidores de Vishnu ou Shiva, ou qualquer outra. Ela faz gestos que asseguram a ausência de medo (abhaya) e benevolência (...