Panteão Greco/Romano


Cérbero (também chamado de Cerburus o Kerburs) é um cão monstruoso de várias cabeças que guarda os portões do submundo. A sua principal função é prevenir a saída dos mortos e entrada de vivos nesse local. O Cérbero é fruto de uma união entre os monstros Echidna e Typhon.

Bona Dea era evocada para promover a saúde, a castidade e a fertilidade. Era popular entre os libertos e entre os escravos que esperavam tornar-se libertos um dia.

Trata-se, sem dúvida, de dois nomes importados, provavelmente da Trácia. Quanto a Dioníso, deus grego e não romano (o latim Bacchus que, à época da helenização de Roma e do sincretismo religioso greco-latino, suplantou o Liber dos latinos, é mera transliteração do grego Bákkhos); quanto a Dioníso, repetimos, que não aparece em Homero, Hesíodo,...

Consoante o historiador Heródoto 484-408 a.e.c., os cultos mais antigos de Demeter foram afogados pelas invasões dórias, a partir do século XII a.e.c. Ficaram, no entanto, alguns vestígios dessa fase antiga, particularmente na Arcádia, onde a deusa estava associada ao primitivo Poseidon, o Poseidon-cavalo, bem como em Elêusis. Nos arredores de...

Os centauros eram a personificação das forças naturais desenfreadas, da devassidão e embriaguez. Centauro era um animal fabuloso, metade homem e metade cavalo, que habitavam as planícies da Arcádia e da Tessália. Seu mito foi, possivelmente, inspirado nas tribos semi-selvagens que viviam nas zonas mais agrestes da Grécia. Segundo a lenda, era filho...

Deusa aparentada a Artemis, não possui um mito próprio. Profundamente misteriosa, age mais em função de seus atributos. Embora descenda dos Titãs e seja portanto independente dos deuses olímpicos, Zeus, todavia, lhe conservou os antigos privilégios e até mesmo os aumentou. Em princípio, uma deusa benéfica, que derrama sobre os homens os seus...

Filho de Zeus e de Hera, consoante Homero, ou vindo ao mundo sem união de amor, conforme Hesíodo, o deus das forjas teve um nascimento bastante complicado. Hera, continua Hesíodo, por cólera e desafio lançado ao esposo, gerou sozinha o filho. A cólera da deusa e o desfio ao esposo se deveram ao nascimento de Atena, que saiu da cabeça...

Lissa (ou Lyssa em sua versão internacional), é o espírito que personifica a raiva, a cólera, a fúria louca e também a raiva em animais. Ela estava intimamente relacionada à Mania (o espírito da loucura e da insanidade). Seu equivalente romano foi chamado de Ira, Furor ou Raiva.

Na epopeia Homérica, Helena de Tróia, tem a reputação de mulher mais bela do mundo. Filha de Zeus (porém seu pai de consideração foi Tindaro, com quem sua mãe a criou) e Leda. Era casada com Menelau e tinha como irmãos Clitemnestra, Castor e Pólux (este também era filho de Zeus).

Quem é o Zeus de verdade? Seria ele o rei dos reis e supervisor do universo como contam as historias da mitologia grega? Há quem diga que o filho de Cronos realmente existiu!