Panteão Greco/Romano


Mitra era o deus da luz, do Sol e da guerra dos persas antigos, foi adotado pelos romanos como Mithras, e tornou-se foco de um culto exclusivamente masculino de Mistérios, com promessa de vida após a morte, cujos principais adeptos eram os soldados romanos. Ele era adorado em templos subterrâneos, os Mithraea. Como os iniciados juravam segredo,...

Pégaso era um cavalo voador na mitologia grega, geralmente descrito como de cor branca. Seu pai era Poseidon e sua mãe era o Gorgon Medusa; ele nasceu junto com seu irmão Chrysaor quando Medusa foi decapitado por Perseus.

De alma violenta, Equidna tinha o corpo metade mulher, com um belíssimos olhos e um rosto lindo, a outra metade era uma enorme serpente. Vivia nas profundezas da terra, numa caverna, distante dos deuses e dos homens. Outras tradições dizem que tinha morada no Peloponeso e divergem bastante quanto à sua origem, mas segundo Hesíodo, era filha de...

Monstro feminino, com o rosto e, por vezes, seios de mulher, peito, patas e cauda de leão e dotado de asas. A Esfinge figura sobretudo no mito de Édipo e no ciclo tebano. Este monstro fora enviado por Hera, a protetora dos amores legítimos, contra Tebas, para punir a cidade do crime de Laio, que raptara Crisipo, filho de Pélops,...

Selene, a Deusa da Lua, representa verdadeiramente a própria lua para os gregos. Selene geralmente é relacionada à deusa Ártemis, que também é uma deusa da lua. Ambas têm associação com Hécate. Apesar disso, Selene é por vezes tida como apenas outro nome para Ártemis, o que não é verdade. Ela é uma das três faces da...

O mais belo entre os deuses imortais, segundo Hesíodo, Eros dilacera os membros e transtorna o juízo dos deuses e dos homens. Dotado de uma natureza vária e mutável, o mito do deus do amor evoluiu muito, desde a era arcaica até a época alexandrina e romana, isto é, do século IX a.e.c., ao século VI d.e.c. Nas mais...

Geia é a terra, concebida como elemento primordial e deusa cósmica, diferenciando-se assim, teoricamente, de Deméter, a terra cultivada. Geia se opõe, simbolicamente, como princípio passivo ao princípio ativo; como aspecto feminino ao masculino da manifestação; como obscuridade, fixação e condensação à natureza sutil e volátil, isto é à dissolução....

Hemera era a personificação do dia, uma divindade (ser primordial) feminina filha de Erebus e Nyx, os deuses da noite e da escuridão. Ela era a guardiã das fronteiras, entre o mundo onde chegava a luz e o mundo das sombras. Nascida junto de Ether - a luz celestial e das Hespérides - o entardecer, do romance com seu irmão...

Caronte, filho de Érebo e Nix, era um deus velho mas imortal. A sua função era transportar para além do Estige e do Aqueronte as sombras dos mortos em uma barca estreita, feia e de cor fúnebre.