Súcubos e Íncubos - Os demônios sexuais

25/08/2018

Súcubo (em latim succubus, de succubare) é uma personagem referenciada pela cultura pop e mitologias como um demônio com aparência feminina que invade o sonho dos homens a fim de ter uma relação sexual com eles para lhes roubar a energia vital.

O súcubo se alimenta da energia sexual dos homens e coleta seu esperma para engravidar a si mesma ou a outros súcubos, e quando invade o sonho de uma pessoa ele toma a aparência do seu desejo sexual e suga a energia proveniente do prazer do atacado. As súcubos tendem a ficar mais fortes e mais frequentes em épocas de transição de lua cheia, com isso ficando mais descontroladas e mais sedentas. Estão associados a casos de doenças e tormentos psicológicos de origem sexual, pois após os ataques se seguiam pesadelos e poluções noturnas nas vítimas. De acordo com a mitologia, são seres que podem viver aproximadamente 750 anos. A contraparte masculina desse demônio é chamada de íncubo.


História

Em lendas medievais do extremo oeste, um succubus (no plural succubi) ou succuba (no plural succubae) é um demônio que toma a forma de uma mulher bonita para seduzir homens (especialmente monges), em sonhos, a fim de ter relações sexuais. Elas usam os homens para sustentarem-se de sua energia, por vezes até ao ponto de exaustão ou morte da vítima. São de mitologia e fantasia: Lilith, as Lilin (judeu), Lilitu ou Relhcip'Acissej (Sumério), e em fábulas de redações cristãs (folclores não fazem parte da teologia cristã oficial), considerados succubi.

De acordo com o Malleus Maleficarum, ou "Código Penal das Bruxas", os succubi recolhem sêmen dos homens com os quais copulam para que um íncubo possa, então, posteriormente, engravidar mulheres. Crianças assim nascidas eram para ser supostamente mais suscetíveis às influências de demônios.

Em algumas crenças o súcubo se metamorfosearia no íncubo com o seu sêmen recém-colhido, pronto para engravidar suas vítimas. Deve-se levar em conta a crença de que demônios não podem se reproduzir naturalmente. Porém, o íncubo poderia engravidar uma mulher a partir do sêmen obtido no ataque do súcubo.


Aparência

A aparência do succubus varia, mas, em geral, elas são descritas como detentoras de uma sedutora beleza, muitas vezes com asas de morcego e grandes seios. Elas também têm outras características demoníacas, tais como chifres e cascos. Às vezes, aparecem como uma mulher atraente em sonhos que a vítima parece não conseguir retirar da sua mente. Elas atraem o sexo masculino e, em alguns casos, o macho "apaixona-se" por ela. Mesmo fora do sonho ela não sai da sua mente. Ela permanece lentamente a retirar-lhe energia até à sua morte por exaustão. Outras fontes dizem que o demônio irá roubar a alma do macho através de relações sexuais.


Características de um ataque de Sucubo

-" Sonhou" com o ataque. Os ataques ocorrem em sonho (na maioria das vezes)

- Se "acordar", fica paralisado na cama durante o ataque

- Sentir uma mulher sentar sobre sua coxa

- Ter prazer durante a relação, chegando a ejacular

- Acordar fraco, pois o súcubo quer mesmo é sugar sua energia vital com o ato sexual


Íncubos


A palavra íncubo veio do latim "incubare", que significa "estar por cima", referenciando geralmente uma posição sexual. Estes demônios Íncubos são em sua maioria transfigurados em afeições masculinas, por vezes animalescas e bem peludas.

Eles aparecem durante o sono de mulheres ou homens homossexuais para copularem com eles. Muitos traumas podem ser decorrentes destas situações. As mulheres podem engravidar durante o sono e terem sonos onde este bebê pode se tornar realidade. É importante que elas saibam diferenciar entre a vida real e o mundo onírico, senão elas podem chegar a endoidecer. Homossexuais com uma vida sexual reprimida podem se sentir muito bem, entretanto uma hora o homem, geralmente de bela feição, pode se mostrar enquanto demônio, como um ser pequeno e com muitos pelos pelo corpo.

Em várias situações, pessoas chegaram a relatar estupros e muita dor pelos órgãos íntimos, pois as proporções destes seres são muitos grandes e longes do padrão humano.

Durante estes coitos, estes demônios sugam a nossa energia chamada de "energia sexual" ou "energia vital", de onde provém toda a vida.

As pessoas que tiveram contato com um íncubo podem acordar muito cansadas e doloridas, como se realmente tivessem feito muito sexo de maneira violenta. Como a dor é algo psicológico, mesmo que não haja marcas na vagina ou no ânus, a dor pode ser sentida devido á grande carga de prazer proporcionada.

Em relação a este fator do prazer, no começo estas relações tendem a ser cuidadosas e prazerosas para ambas, criando momentos onde realmente orgasmos acontecem, mas com o ritmo acelerado, o vício destes sonhos pode ser prejudicial para a pessoa que sonha e não consegue mais parar.

Estes tipos de sonhos podem deixar a mulher muito traumatizada na vida real, dando-lhe muito medo para relações "normais" onde a libido pode desaparecer e ela pode ter déjà-vus oníricos. Nestes momentos, algumas mulheres dizem que estão se sentindo domadas violentamente pelos seus parceiros, mesmo que o sexo esteja calmo e repleto de carinho. Todo cuidado é pouco!


Características de um ataque íncubo:

-  "Sonhou" com o ataque. Os ataques ocorrem em sonho.
- Um peso sobre seu tórax
- Região sexual ficar quente
- Sentir um líquido frio penetrar seu corpo
- Acordar muito fraca, pois o íncubo suga sua energia vital
- Ter em sua cama registros físicos do ataque, como sangue e/ou fezes


Causas de um ataque de íncubo


Segundo o famoso ocultista H. Ridley, em Incubato e Sucubat, o ataque pode ser distinguido em quatro formas:

Possessão Involuntária: A vítima estando na cama e geralmente dormindo ou semi dormindo, sente um peso asfixiante e a sensação de um corpo invisível em contato com o seu do qual recebe ardentes carícias, preliminares de uma cópula esquisita, que a deixa muito fraca e dolorida. Geralmente são mulheres tomadas de fanatismo religioso tão grande, que acaba formando no astral "entidades" com a forma que elas abominam (forma-pensamento). Só ocorrem se a mulher estiver com desequilíbrio psíquico. A imaginação cria uma imagem, a vontade da pessoa faz ela ficar real no "plano astral", pronta para possuí-la sexualmente.

Possessão Satânica: O bruxo toma parte voluntária no ato. Evoca a Satã para que apareça revestido do sexo oposto, e a ele se entrega com tal fé e certeza do fenômeno, que segundo relatos verídicos e pelo visto em casos dos nossos dias, o evocador demonstra gozar com a união demoníaca todos os prazeres que ela promete; efetivamente, oferece todos efeitos fisiológicos de um coito normal.

Evocação dos Espíritos: É também uma possessão voluntária e é ocasionada na maioria dos casos pela evocação de uma pessoa amada recentemente falecida, que aparece durante o sono, estando a pessoa que evoca desperta, para entregar-se com ela ao sexo.

Possessão Mágica: Um mago projeta-se em corpo astral e materializa seu corpo para ir possuir o objeto de seus apetites carnais. Trata-se de Magia experimental. Valendo-se de conhecimentos ocultos, estabelece uma relação astral com a pessoa pelo mago escolhida, por um ato de feitiçaria, servindo-se de qualquer objeto pertencente a mesma. Se o objeto for cabelo, um pano manchado com sangue ou uma roupa íntima usada por um tempo, muito melhor.

Fontes: Wikipedia, wemystic