Loa Marinette - A Loa Cruel

07/06/2018

No Vodou haitiano, Marinette ou Mariazinha é uma loa viciosa e cruel. Marinette é representada por uma coruja branca ou pela coruja de orelhas, e é frequentemente vista como a protetora de lobisomens, considerados seus filhos e protetores, os quais são enviados por ela para atingir inimigos.

O seu "sincretismo é a Anima Sola, imagem de uma mulher em chamas, que pode libertar alguém da escravidão ou puxá-lo de volta. O seu nome é também Marinette Bwa Chech, que traduz para Marinette dos Braços Secos, que sugerem que ela seja esquelética. As suas cores são o sangue preto e profundo vermelho. As suas oferendas são porcos pretos, galos pretos depenados vivos, vísceras de galo preto e retiradas com ele ainda vivo, ratos pretos queimados vivos e ossos queimados e triturados até virar pó, misturado com mingau de leite.

Marinette, que antes não era uma Loa, foi elevada a tal depois da sua morte. Acredita-se que, quando viva, ela foi a Mambo que sacrificou o porco preto, culminando com o início da primeira revolução haitiana na cerimônia de Bois-Caiman. Um resumo da história diz: Marinette sacrificou um grande porco preto (porcos crioulos próprios da ilha) para Erzulie Dantor, mas o maior sacrifício foi o de caráter humano, Marinette queimou-se viva jogando-se viva na fogueira do ritual daquela noite (daí seu marido ser Ti Jean Petro, o fogo que consome vidas).

Suas cores são o vermelho e o preto; animais sagrados são galos pretos e porcos pretos; Marinette é uma Loa do Kongo e é semelhante ou comparável à Erzulie Dantor, embora eu prefira vê-la como uma loa à parte; ela representa a revolta e, por tradição, é vista como uma Loa terrível, vingativa e que leva uma morte violenta aos inimigos; rezamos para ele pedindo para apaziguar nossa raiva ou para direcionar nossa raiva para os outros.

Ela é vista como uma mulher negra, um pouco esquelética, com braços muito secos, cavalgando um cavalo negro, igualmente esquelético. Ela manipula dois facões e seu grito é suficiente para matar cem homens. Das pegadas do cavalo saem chamas e seu sangue é veneno.


Fontes : Medo Sensitivo, Vodu Brasil