Kumiho - A Raposa de Nove Caudas

15/02/2021

Na mitologia coreana, o Gumiho, que em coreano se pronuncia "kumiho", em seu termo literal, significa "raposa de nove caudas". É uma criatura que aparece nos contos orais e nas lendas da Coréia e de acordo com esses contos, trata-se de uma raposa que vive mil anos e se transforma em um kumiho. 

Origem do mito

Originárias de antigos mitos chineses de séculos atrás, as lendas coreanas sobre o kumiho são muito semelhante com o "Jing huli" (chinesa) e o "kitsune" (japonesa).

Os 3 espíritos espíritos são uma raposa com uma grande longevidade ou a acumulação de energia, tendo como resultado o ganho de poderes. O Kumiho seriam raposas que viveram por mil anos e ganharam o poder de mudar de forma, geralmente aparecendo sob o disfarce de uma bela mulher.

No entanto, enquanto "Jing huli" e "kitsune" são descritos frequentemente com índole ambígua, boas ou más, o Kumiho é quase sempre retratado como uma figura maligna que devora carne humana. Não está claro em que ponto do tempo os coreanos começaram a ver o Kumiho como uma criatura puramente má, uma vez que muitos textos antigos o mencionam como um ser benevolente que ajuda os humanos. Em alguns contos, Kumihos são seres inocentes o bastante para serem enganados por humanos. 

Em contos mais recentes, os Kumihos foram muitas vezes descrito como seres híbridos, meio raposa e meio humanos, criaturas que vagam pelos cemitérios à noite, se alimentando dos corpos humanos nas nos túmulos. Kumihos, mesmo podendo alterar sua aparência, eles sempre mantem algo de raposa, seja um par de orelhas ou uma das nove caudas.

Em algumas versões do conto, como retratado no k-drama "Kumiho: Tale of the Fox's Child", conta que um Kumiho pode se tornar um humano para sempre se um homem que vir sua verdadeira aparência manter isso em segredo por 10 anos. Em outro k-drama, "The Thousandth Man", conta que se um Kumiho devorar o fígado de 1000 homens em um período de 1000 anos, ele se tornará uma pessoa para sempre, mas caso não o faça, será dissolvido em bolhas.

Fontes: koreanmythology, aminoapps, wikipedia