Hua Mulan - A Lendária Guerreira

23/01/2020

Muito antes de ela ser a heroína de um filme popular da Disney, Hua Mulan estava inspirando gerações de jovens em seu próprio país, a China. A lenda desta guerreira existe desde pelo menos o quinto século e quase não diminuiu em popularidade no milênio e meio que se passaram.

Hua Mulan, também conhecida pela transliteração Fa Mulan, é uma das mulheres mais lendárias da China. Suas ações heróicas foram registradas pela primeira vez em textos antigos, recontadas no famoso poema "Balada de Mulan" e depois popularizadas no filme de 1998 da Disney. Hoje, sua história continua sendo contada em escolas de toda a China.

Embora a existência histórica dela nunca tenha sido comprovada, diz-se que ela teria vivido entre os séculos IV e V d.c., tendo seus feitos enaltecidos em histórias orais e no dito poema.. Existem várias histórias sobre ela, mas a primeira versão foi escrita no século VI nos "Registros Musicais de Antigos e Novos", que mais tarde se tornaram parte do folclore chinês.

"Suspiro após suspiro,
Mulan tece diante de sua porta.
Ninguém pode ouvir o som do tear,
apenas os suspiros da pobre menina.
Pergunte-a quem está em seu coração,
ou quem está em sua mente.
Ninguém está em seu coração,
e ninguém está em sua mente.

Ela viu os rascunhos militares ontem à noite,
Khan está convocando muitos soldados.
Uma dúzia de listas rascunhadas,
cada uma com o nome de seu pai.
O pai não tem um filho crescido,
Mulan não tem irmão mais velho.

Ela decide adquirir um cavalo e sela,
e alistar-se em lugar de seu pai.
No mercado leste, ela compra um cavalo,
no mercado oeste, uma sela.
No mercado norte, ela compra um freio,
e, no mercado sul, um longo chicote.

À alvorada, ela se despede de seu pai e de sua mãe,
ao anoitecer, ela acampa às margens do Rio Amarelo.
Ela não podia ouvir os pais chamando pela filha,
apenas as águas do rio fluindo.
À alvorada, ela deixa o Rio Amarelo,
ao anoitecer, ela chega à Montanha Negra.
Ela não podia ouvir os pais chamando pela filha,
apenas os cavalos selvagens na vizinhança do Monte Yan.
Viajando dez mil milhas ao encontro da batalha,
passando montanhas e serras como se voando.

Ventos amargos carregam os sons do sino do vigia,
uma luz pálida brilha em sua armadura de ferro.
Generais morreram em uma centena de batalhas,
os soldados mais fortes retornaram após dez anos.
Eles retornaram para encontrar o imperador,
o Filho do Céu sentado no palácio imperial.

Ele recordou seus méritos em doze pergaminhos,
e concedeu centenas de milhares de recompensas.
O Khan pergunta a Mulan o que ela deseja,
um título de grande ministro não tem utilidade para Mulan.
Ela pede uma montaria rápida para levá-la a milhares de milhas,
e trazer a filha de volta para casa.

Quando pai e mãe ouvem sobre sua chegada,
eles se apoiam até o portão da cidade.
Quando a irmã mais velha ouve sobre sua chegada,
ela se adorna e a espera em sua porta.
Quando seu irmão mais novo houve sobre sua chegada,
ele afia a faca e prepara o porco e a ovelha.

'Abram a porta de meu quarto ao leste, eu sento no sofá de meu quarto ao oeste.
Removo meu uniforme de guerra, e visto minhas roupas dos velhos tempos.'

De frente para a janela, ela prende seus cabelos macios como nuvem,
no espelho, ela põe flores amarelas.
No portão, ela encontra seus camaradas,
eles ficaram todos surpresos.
Lutando juntos por doze anos,
eles jamais suspeitaram que Mulan fosse mulher.

Lebres macho gostam de chutar e pisar,
lebres fêmeas têm olhos enevoados e acetinados.
Mas se as lebres correm lado a lado,
quem pode dizer qual é ele ou ela?"

A verdadeira história

A história de Mulan surgiu pois, nos séculos IV e V, a China estava sofrendo a invasão de um grupo étnico nômade. A lenda foi escrita com muitas variações, mas a trama é essencialmente a mesma: Mulan estava lavando roupas quando soube que o exército estava recrutando novos soldados. Para salvar seu pai velho e doente, Huan Hu, ela decidiu ser recrutada como seu "filho". Ela sabia que seu pai era velho e doente demais para sobreviver à guerra, então decidiu se disfarçar de homem para substituí-lo.

Ela lutou por dez ou doze anos e ganhou grande mérito, mas recusou qualquer recompensa e voltou para sua família. Durante a guerra, ela conheceu um oficial chamado Jin Yong, por quem se apaixonou.

As lendas dizem que, depois de 10 anos no campo de batalha, Mulan foi promovida a general. Um dia, antes de uma batalha muito difícil, Mulan decidiu entrar no campo de batalha em roupas femininas, para que os soldados descobrissem sua verdadeira identidade. A reação foi de respeito e admiração. Eles ficaram impressionados com sua bravura, graça e sabedoria. 

Após outro triunfo heróico, o imperador quis recompensar Mulan. Ele ficou surpreso que o mais bravo de seus soldados era uma mulher. No entanto, Mulan não pediu nada além de um cavalo para voltar para casa. Muitas variações da história dizem que quando Mulan voltou para casa, ela descobriu que seu pai faleceu. Nestas versões ela é assombrada por suas experiências no campo de batalha. Sentindo-se sozinha e incompreendida, a lenda diz que ela decidiu cometer suicídio.

Mulan no século XXI

Hua Mulan aparece como uma heroína em mais de 10 filmes e peças de teatro. Seus monumentos estão localizados em muitos lugares ao redor do mundo. Até uma cratera em Vênus tem o nome dela. atualmente, a Disney está fazendo uma versão live-action da história que estreia no dia 27 de março de 2020 com Liu Yifei como protagonista.

Muitas pessoas se perguntam se Mulan realmente existiu. Real ou não, a história de Hua Mulan continua inspirando pessoas e sendo um símbolo de luta, coragem e bravura. 

Fontes: Megacurioso, wikipedia, vocêsabia