Guan Yu (關羽)- O Guerreiro Sagrado

07/06/2018

Guan Yu - O Senhor da Barba Magnifica foi um dos 'três irmãos do pomar de pêssego'. Ele fez amizade com Liu Bei, um fabricante de sandálias de palha, e Zhang Fei, um açougueiro rico; e juraram serem irmãos fiéis até a morte. Posteriormente, Liu Bei se tornou o primeiro Rei de Shu-Han no período dos Três Reinos enquanto Guan Yu ficou conhecido por suas extraordinárias habilidades marciais e estratégias militares, mas principalmente por sua lealdade a Liu Bei.

Quando Liu Bei era uma figura militar menor, sua pequena tropa foi derrotada por Cao Cao e dispersou-se na batalha, e o paradeiro de Liu Bei tornou-se desconhecido. Para garantir a segurança de duas esposas de Liu Bei que foram capturadas por Cao Cao, Guan Yu se rendeu a Cao Cao.

Para desacreditar a lealdade de Guan Yu por Liu Bei, Cao Cao deliberadamente estabeleceu uma pequena casa para que as esposas de Liu Bei e Guanyu ficassem. Para surpresa de Cao Cao, Guan Yu permaneceu do lado de fora da residência todas as noites protegendo a família de Liu Bei.

Impressionado com as habilidades marciais e o caráter de Guan Yu, Cao Cao tentou conquistá-lo por todos os meios. Ele tratou Guan Yu com grande respeito, nomeou-o general e lhe ofereceu mulheres bonitas, ouro, riquezas e um famoso cavalo de batalha, reconhecido como o mais rápido da época. No entanto, Cao Cao ainda podia sentir o desejo de Guan Yu de deixá-lo para procurar seu irmão Liu Bei, então, ele mandou um general que tinha boas relações com Guan Yu para averiguar.

Guan Yu não escondeu seu sentimento e disse, "Estou plenamente consciente da honra e do privilégio concedidos por Cao Cao, mas fiz um voto a Liu Bei de sempre lutar juntos e morrer um pelo outro. Mais cedo ou mais tarde eu partirei, assim que souber o paradeiro de Liu Bei. No entanto, antes de partir, retribuirei o favor de Cao Cao." Ouvindo isso, Cao Cao suspirou, "Que homem honrado e de distinta retidão!", e não tentou mais convencer Guan Yu.

Guan Yu lutou e derrotou em batalhas dois famosos e terríveis rivais militares de Cao Cao e então decidiu pedir para partir quando descobriu a situação de Liu Bei. Após tentar dizer adeus a Cao Cao algumas vezes, mas sem sucesso, Guan Yu escreveu uma carta de despedida e deixou para trás seu selo oficial militar junto com todos os dons concedidos por Cao Cao, além de uma lista detalhada no tribunal, e partiu com as esposas de Liu Bei protegendo-as numa carruagem.

Orientado por seus conselheiros que perseguisse e executasse Guan Yu para impedi-lo de servir seu rival, Cao Cao respondeu com um suspiro, "Cada um com seu próprio mestre e eu respeito sua escolha. É uma pena que eu não tenha podido fazê-lo me servir, portanto, não lhe persigam."

Guan Yu arriscou sua vida e conseguiu matar seis generais de Cao Cao em cinco portões de fronteira para proteger as esposas de Liu Bei e prosseguir em sua jornada. Finalmente, ele reuniu-se e a família de Liu Bei com seu irmão.

Anos mais tarde, na batalha do Penhasco Vermelho, Cao Cao foi derrotado, mas conseguiu fugir em meio ao caos com apenas alguns guardas. Zhuge Liang descobriu a rota de fuga de Cao Cao e ordenou a Guan Yu que o emboscasse e capturasse.

Parado por Guan Yu numa estrada rural estreita, Cao Cao pediu misericórdia e lembrou os favores concedidos a ele no passado. Guan Yu permitiu que Cao Cao e seus guardas fugissem, mesmo sabendo que tal ato poderia levá-lo à possível execução militar.

Guan Yu foi perdoado devido a suas grandes contribuições. Ele prosseguiu lutando por Liu Bei e venceu muitas batalhas com suas grandes estratégias até ser derrotado e executado em 219 d.C.

Em toda sua vida, Guan Yu observou fielmente o juramento que fez a Liu Bei e Zhang Fei, sua retidão ganhou grande respeito pelos três reinos. No século 16, ele foi canonizado como o Guerreiro Sagrado da China, um protetor de todo o mal, e foi adorado por séculos em muitas religiões da Ásia.



Fonte : Epochtimes