Ereshkigal - A Senhora do Inferno

17/07/2018

«Terra sem retorno», o Inferno mesopotâmico é rodeado por sete muralhas intransponíveis. Ereshkigal, senhora da Grande Terra, é uma deusa sombria e violenta, que reina com o esposo Nergal sobre os Infernos. Certo dia, os deuses do Céu decidem partilhar um banquete. Mas o código divino impede-os de descerem ao Mundo Subterrâneo, tal como um deus dos Infernos não pode subir aos Céus. Mandam então um mensageiro a Ereshkigal, para que envie um dos seus servos para lhe levar a sua «porção» de alimentos divinos. Ereshkigal envia então o seu fiel ministro Namtar (o Destino), que sobe a «grande escada do Céu». Os deuses recebem-no respeitosamente e todos se inclinam diante dele. Todos menos Nergal, deus da Peste, da Destruição e da Guerra, que recusa saudar Namtar. Os deuses condenam-no então a apresentar as suas desculpas a Ereshkigal. Após a chegada de Nergal aos Infernos, Ereshkigal apaixona-se por ele e os dois amam-se perdidamente durante seis dias e seis noites. Quando ele tem de ir embora, a deusa, em lágrimas, ameaça An, o deus supremo, de acordar os mortos e de os enviar à terra para devorarem os vivos. Envia-lhe um mensageiro para exigir que Nergal lhe seja reenviado e se torne o seu esposo.

Nergal corre então para os Infernos com 14 demônios, parte as sete portas do domínio dos mortos e cai nos braços de Ereshkigal: «Aproximou-se dela a rir, agarrou-a pelos cabelos, ergueu-a do seu trono e agarrou-a pelas tranças. E os dois abraçaram-se e deitaram-se na cama.» Mais uma vez, durante seis dias, Nergal e Ereshkigal amaram-se apaixonadamente, e Nergal decide ficar junto da rainha dos Infernos. Nergal é geralmente representado como um leão, e a sua cabeça colossal serve de guardião das portas dos templos e dos palácios babilônicos.

Fontes: WILKINSON, Philip & PHILIP, Neil, Quem é quem na mitologia. in: __________, Guia Ilustrado Zahar de Mitologia. Rio de Janeiro/RJ: Zahar, 2008. Cap. VIII, p. 341. Templo de Apolo.net