Achlys - A Personificação da Miséria e da Tristeza

12/01/2021

Pouco conhecida, Achlys ou Áclis, era uma divindade primordial. Na mitologia grega, ela era a personificação da névoa da morte, da miséria e tristeza. Além disso, também foi dito que ela era a deusa dos venenos. Sua imagem é sempre sombria, pálida e triste. Além disso, ela pode ser vista como a mulher pálida no escudo de Héracles. Essa divindade é vista por alguns como assustadora. Isso se deve às suas representações, onde ela aparece com longas unhas e bochechas cheias de sangue. 

Nos livros de Percy Jackson, Achlys é descrito como uma vítima da fome. De acordo com o site riordan.wikia.com, ela tem um nariz escorrendo, bochechas com garras vermelhas e sangrentas que pingam sangue em seu vestido, olhos fundos, cabelos grisalhos e poeira que cobre seu corpo magro. Percy Jackson disse, sobre sua personalidade, que ela parecia ter problemas de autoestima, mas ela era sádica também.

Num geral, pouco se sabe sobre Achlys, exceto que ela pode ter sido criada antes do Caos, mas em alguns mitos dizem que Caos é seu pai e em outros contam que ela não pode ser equiparada a uma deusa menor, pois veio antes mesmos dos Titãs. A deusa já era velha antes mesmo de Gaia ter acordado pela primeira vez, pois a miséria é eterna. Possivelmente é a filha dos mais velhos, do Caos e da Noite. É o Protogenoi (Deus Primordial) da miséria e veneno e é a guardiã da névoa da morte, residente e domiciliada. Entre suas habilidades a que é comum nos contos é a de que ela pode aparecer nos sonhos das pessoas, sendo assim um prelúdio para o caos, aquele que sonhar com Achlys, virará um vida pobre e miserável. 

Fontes: ancientgreekgoddess, wikipedia, riordanwikia