A Lenda do Lobisomem

09/08/2018

A palavra Lobisomem ou licantropos ( do grego λυκάνθρωπος: λύκος, lykos, "lobo" e άνθρωπος, anthrōpos, "homem"), é um ser bestial, com sua origem na mitologia grega, amaldiçoando a pessoa a se transformar na besta em noites de lua cheia, e retornando à sua aparência humana apenas ao amanhecer.


O início da Lenda

Na antiga Arcádia, Licaão( também conhecido por Licáon ou Licaonte), filho de Pelasgo e primeiro Rei da Arcádia, era um rei muito querido, pois havia abandonado sua antiga vida selvagem e dedicado seu tempo em ser um homem culto e muito religioso.

Foi o fundador da cidade de Licosura, cidade onde construiu um altar em Devoção à Zeus. Devido à seu fanatismo, começou a fazer diversos sacrifícios humanos para honrar os deuses, algo que denegriu sua posição, inclusive chegou a violar as leis da hospitalidade impostas por Zeus, onde o mesmo sacrificava todos os estrangeiros que chegavam em sua cidade.

Zeus, horrorizado com essas aberrações cometidas pelo rei, decidiu se passar por um peregrino e foi até a cidade, onde se hospedou no palácio de Licaão. O rei já estava preparado para sacrificá-lo, mas temeroso, pois segundo seus súditos, haviam os rumores do "peregrino" ser um deus disfarçado, e para não correr o risco, o rei mandou matar um escravo e cozinhar e servir ao seu convidado.

Zeus por sua vez, enfurecido com tamanha crueldade, transformou o rei em lobo e incendiou seu palácio. O rei tinha inúmeros filhos, aproximadamente cinquenta, e todos tão cruéis quanto o pai, e mais uma vez Zeus teve de intervir, para isso, se passou um mendigo para comprovar se os boatos à respeito dos filhos de Licaão eram verdade, e foi disfarçado até o palácio de Licaonidas, os filhos do rei tiveram a audácia de assassinar o próprio irmão e servir suas entranhas à Zeus, e como já havia acontecido ao pai, Zeus transformou todos em lobos e os exilou, poupou apenas a bela ninfa que era filha do rei, Calisto.


NO FOLCLORE BRASILEIRO


No Brasil existem muitas versões dessa lenda, variando de acordo com a região. Uma versão diz que a sétima criança em uma sequência de filhos do mesmo sexo irá ser um lobisomem. Outra versão diz o mesmo de um menino nascido após uma sucessão de sete mulheres. Outra, ainda, diz que o oitavo filho se tornará a fera. Outra já diz que é apos a morte de um familiar que possuía a aberração e passou de pai pra filho, avô pra neto e assim por diante.

As pessoas conhecem o licantropo na forma humana através de comportamentos estranhos, como mudança de comportamento, misteriosa e quase sempre com olhos cansados (olheira), o licantropo na forma humana é uma pessoa muito atenta as outras, sempre desconfiando de tudo como por exemplo, tem muito medo de ser descoberta a humanidade que é uma aberração, porém é muito protetora em forma humana.

Em algumas regiões, o Lobisomem se transforma à meia noite de sexta-feira, em uma encruzilhada. Como o nome diz, é metade lobo, metade homem. Depois de transformado, sai à noite procurando sangue, matando ferozmente tudo que se move. Antes do amanhecer, ele procura a mesma encruzilhada para voltar a ser homem.

Em algumas localidades diz-se que eles têm preferência por bebês não batizados. O que faz com que as famílias batizem suas crianças o mais rápido possível. Já em outras diz-se que ele se transforma se espojando onde um jumento se espojou e dizendo algumas palavras do livro de São Cipriano e assim podendo sair transformado comendo porcarias até que quase se amanheça retornando ao local em que se transformou para voltar a ser homem novamente. No interior do estado de Rondônia, o lobisomem após se transformar, tem de atravessar correndo sete cemitérios até o amanhecer para voltar a ser humano. Caso contrário ficará em forma de besta até a morte. O escritor brasileiro João Simões Lopes Neto escreveu assim sobre o lobisomem: "Diziam que eram homens que havendo tido relações impuras com as suas comadres, emagreciam; todas as sextas-feiras, alta noite, saíam de suas casas transformados em cachorro ou em porco, e mordiam as pessoas que a tais desoras encontravam; estas, por sua vez, ficavam sujeitas a transformarem-se em Lobisomens..." 

Há também quem diga que um oitavo filho que tem sete irmãs mais velhas se torna lobisomem ao completar treze anos. Também dizem que o sétimo filho de um sétimo filho se tornará um lobisomem.

Outra versão porém relata que aquele que é amaldiçoado precisa se espojar nu em um local onde um animal(geralmente jumento) se espojou, enquanto recita palavras do livro de São Cipriano ou reza o credo ao avesso três vezes.

A lenda do lobisomem é muito conhecida no folclore brasileiro, e assim como em todo o mundo, os lobisomens são temidos por quem acredita em sua lenda. Algumas pessoas dizem que além da prata o fogo também pode matar um lobisomem. Outras acreditam que eles se transformam totalmente em lobos e não metade lobo metade homem.

Algumas lendas também dizem que se um ser humano for mordido por um lobisomem, e não o encontrar a cura até a 12ª badalada desse mesmo dia, ficará lobisomem para toda a eternidade.



OS TIPOS DE LOBISOMENS

Eles são subdivididos em 5 tipos: Hominidea, Glabro, Crinos, Hispos, e Lupus.

Falemos agora um pouco sobre estes tipos:


HOMINÍDEO - FORMA TOTALMENTE HUMANA

Possui todas as características de um ser humano, e normalmente nesta forma ele não possui nenhum de seus poderes de quando transformado. Em casos de lobisomens mais velhos e experientes, mesmo em sua forma humana, conseguem utilizar de algumas de suas habilidades lupinas, tais como olfato melhorado, super audição, velocidade e força física.


GLABRO - (75% Humano, 25% Lobo)

Uma forma semelhante a hominídea mas um pouco mais alto,forte e musculoso,um tanto peludo e dentes mais afiados. Nesta forma o lobisomem aumenta drasticamente suas habilidades, além de ganhar outras que na hominídea não existiam. Sua força aumenta drasticamente, ganha visão, olfato, e audição melhoradas, nesta forma os pelos são mais presentes além de caninos e garras. Esta é uma forma em que o lobisomem é totalmente são de seus pensamentos, muito raramente ele perde o controle desta forma, isso só acontece nos lobisomens menos experientes, na maioria os iniciantes. Nesta forma suas garras combinadas com sua força são capazes de dilacerar qualquer coisa, mais como a parte humana ainda é muito presente sua cede de matar não é tão grande.
Aparições na mídia: Esta forma é uma das que mais aparecem em filmes e séries, uma que a usa como o termo "lobisomem" é a série de TV americana TEEN WOLF 


CRINOS - (50% Humano, 50% Lobo)

O homem-lobo, a encarnação da fúria. Peludo, cara de lobo, (em muitos casos é apresentado a presença de uma cauda) presas e garras. Na forma Crinos, o Garou tem um aumento de 200% de massa corporal, uma incrível capacidade regenerativa, além de causar a temida reação conhecida como "Delírio".
"Delírio - Há muito tempo, os Garous iniciaram uma caçada aos humanos, chamada Impergium. Esse período ocorreu 1000 anos antes do aparecimento das primeiras civilizações e se caracterizou pelo abatimento de humanos considerados fracos ou inúteis pelos lobisomens. As consequências desse ato foram um medo irracional dos humanos pelos Garou.
Agora, os humanos continuam temendo o Impergium, inconscientemente, e, ao verem um Garou na forma Crinos,a lembrança do Impergium volta para eles, e os humanos entram em um estado de terror. A reação do Delírio depende da quantidade de lembranças ancestrais do Impergium que o humano recebeu.
Por exemplo, um humano com mais lembranças do Impergium vai ficar completamente aterrorizado com a visão do Crinos, caindo no chão e não se mexendo até que o Garou passe, mas um humano com pouca herança do Impergium vai ter uma reação de curiosidade ou fúria. Essa herança é representada pelo seu nível de Força de Vontade.
"

Nesta forma o lobisomem está no seu ápice de poder, todas suas habilidades aumentam monstruosamente, sua fome e sede de sangue é muito maior nesta forma, esta é sua melhor forma e a mais poderosa, nunca queira encontrar um lobisomem nesta forma, pois a morte anda ao seu lado. Aparições na mídia: Esta forma é a mais apreciadas pelos fans mais a menos usadas na mídia, uma das razões que podem acarretar na não utilização desta forma em filmes e seriados é o baixo orçamento que eles enfrentam para a criação digital da criatura, outro motivo é o medo em apresentar uma criatura de tal magnitude. Esta forma é muito presente na saga de filmes "Anjos da Noite" e "Van Helsing" e fez uma única aparição na série "TEEN WOLF".


HISPO - (75% Lobo, 25% Humano)

Um Crinos nas quatro patas seria uma maneira vulgar de descrevê-lo. O Hispo é a forma lobo monstro, um lobo pré-histórico poderoso, não tão forte quanto o Crinos, mas bem mais ágil. Esta forma pode ser tratada como uma forma tão perigosa ao mesmo nível de um Crino, pos nesta forma o lobo domina, depois que se volta a ser humano, o lobisomem não se lembra de nada, no máximos suas memórias são borrões. Esta é a forma monstruosa do lobisomem, a forma em que o lobo interior vê o mundo, a forma que ele domina, mais que ainda se tem um pouco do espírito humano. Talvez seja a forma em que o humano sente mais dor ao passar de Hominídeo para Hispo.

Aparições na mídia: Esta forma é a menos abordada na mídia. Sua aparição é apresentada para representar o lobisomem da série "BEING HUMAN - US".


LUPUS - (100% Lobo)

Na forma lupina, o Garou possuí todas as características de um lobo comum. Esta é a forma mais pacifica do lobisomem, mais também não deixa de ser perigosa. O lobisomem nesta forma apresenta uma grande inteligência e agilidade, é a forma que mais se aproxima no plano espiritual, fazendo parte do meio místico.

Aparições na mídia: Esta é a forma mais usada em todo tipo de filmes, e séries, sua presença marca a saga de filmes "CREPÚSCULO", e no filme "Sangue e Chocolate", também aparece nas séries "Diários de um Vampiro", "Hemlock Grove" e faz uma aparição na série "TEEN WOLF". em outros casos sua aparição é algo místico como na série "BEING HUMAN".








Fontes: Todamatéria, Jovem Lobo, Superabril, mitologia grega online